Com a palavra: Tina e Lui

11 de dezembro de 2010

Em comemoração ao Dia do Arquiteto, celebrado hoje, o blog presenteia os apaixonados por Arquitetura, Urbanismo e Design com uma entrevista com Tina e Lui – curadoras da Casa Brasil. As gêmeas gaúchas representam com maestria os profissionais da área do Rio Grande do Sul por meio de sua tragetória de belos trabalhos. Confira:

Por que vocês decidiram cursar arquitetura?

Tina – Desde pequenas gostamos de riscar e de “ensaiar formas”. Sempre tivemos prazer na criação, desde o aspecto da racionalidade, da funcionalidade e economia, até a expressividade formal e sua interação.

O que um arquiteto ou designer precisa ter, na opinião de vocês, para ser bem-sucedido?

Tina e Lui – Em primeiro lugar, interesse por tudo que nos rodeia, um olhar universal. É preciso gostar muito da profissão, quase uma paixão, e desenvolver a boa percepção de espaço, uma intuição que protege o seu uso adequado antes da finalização do projeto. E sempre que possível, utilizar elementos construtivos peculiares da cultura da região em questão.

Onde vocês buscam inspiração?

Tina e Lui – Leitura, observação, herança cultural, diálogo internet. Inspiração vem depois disso tudo.

Quais são os grandes nomes da arquitetura e do design para vocês?

Tina e Lui – Falando de Brasil, destacamos três profissionais que fazem diferença nas áreas de Arquitetura, Urbanismo e Design:

Jaime Lerner: pela sua visão do que é uma cidade, fez de Curitiba um exemplo de inovação e sustentabilidade;
Paulo Mendes da Rocha: pela força de sua obra em permanente harmonia entre arquitetura, natureza e meio social;
Joaquim Tenreiro: natural de Portugal foi o pioneiro no contexto do mobiliário brasileiro, através de estruturas de madeira esbeltas e elegantes associadas ao uso da palinha nos encostos e assentos.

Que mensagem vocês têm para passar aos arquitetos neste dia 11 de dezembro?

Tina e Lui – Encarar com a maior responsabilidade o mínimo gesto arquitetônico que introduz no meio urbano ou natural um objeto novo.

E para os estudantes de arquitetura e design ou para os jovens que pretendem investir nessa profissão?

Tina e Lui – Acompanhar a evolução rápida da tecnologia, mas sempre modulando o projeto com um conceito sólido de raízes históricas e, ao mesmo tempo, com muito respeito ao entorno existente, sua escala, valores visuais e impactos ambientais. No mundo de hoje onde há excesso de ofertas e escassez de recursos, cada vez mais, o projeto de criação exige uma reflexão responsável.

As gêmeas Maria Cristina de Azevedo Moura, Tina, e Ana Luisa Lo Pumo, Lui, naturais de Porto Alegre, graduaram-se em arquitetura no ano de 1974, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Entre seus muitos trabalhos de representatividade está o projeto Bichos do Mar de Dentro, que une artesanato e Design, desenvolvido em parceria com o Sebrae.

Deixe um comentário